Intervalos justos/maiores

Harlan Krishna Aji

Re: Intervalos justos/maiores

Mensagem por Harlan Krishna Aji » Ter 25 Set 2007, 19:17

Sorry,i cant reply anything cox i dont understand the languange...but im still posting this reply coz i need 2 post so im able to download a mp3 :D..........sorry BTW,thanks Mr.Delcamp :lol:

dioturno
Mensagens: 60
Registrado em: Ter 13 Fev 2007, 10:45
Localização: Salvador Ba

Re: Intervalos justos/maiores

Mensagem por dioturno » Seg 01 Out 2007, 03:02

isto é um pouco complicado com um pouco de paciencia e bastante balhaçõ voce concesegue chegar la :D

pilvis
Mensagens: 9
Registrado em: Qui 07 Fev 2008, 17:40

Re: Intervalos justos/maiores

Mensagem por pilvis » Qua 13 Fev 2008, 02:22

Uau! De "intervalos justos" a Pitágoras, música é matemática. Nada mais me assusta na música e também na matemática. Em ambas quanto mais estudamos, mais descobrimos que só temos muito mais a estudar!

Rute
Mensagens: 63
Registrado em: Qui 13 Set 2007, 14:07

Re: Intervalos justos/maiores

Mensagem por Rute » Qua 13 Fev 2008, 14:29

Só para dar umas luzes ao que já foi, e muito bem, escrito neste tópico.

A divisão da escala em 12 semi-tons é meramente para simplificação e teorização de um método musical, neste caso ocidental.

Se se olhar para um teclado é mais fácil entender, visto as notas fixas estarem todas lá (não estão no entanto todas as notas possíveis, como por exemplo os 1/4 de tom, não tão usados na música ocidental, mas ainda assim possíveis de serem identificados).

Vejamos:

semi-tons
0 uníssono
1 intervalo de 2ª menor
2 intervalo de 2ª maior
3 intervalo de 3ª menor
4 intervalo de 3ª maior
5 intervalo de 4ª justa
6 intervalo de 4ª aumentada 5ª diminuta ou tritono
7 intervalo de 5ª justa
8 intervalo de 6ª menor
9 intervalo de 6ª maior
10 intervalo de 7ª menor
11 intervalo de 7ª maior
12 oitava

A inversão de um intervalo de 4ª é um intervalo de 5ª, a inversão de um intervalo de 3ª é um intervalo de 6ª, isto para dizer que explorando desta forma se consegue entender melhor a lógica por trás disto.

Espero ter dado mais um contributo neste assunto :wink:

brunerous
Mensagens: 3
Registrado em: Sex 21 Mar 2008, 23:08

Re: Intervalos justos/maiores

Mensagem por brunerous » Sáb 22 Mar 2008, 01:55

A minha explicação não tem base teórica e sim está de acordo com a história dos primordios da musica.
Eu sou aluno da Escola de Musica Villa-Lobos e na aula de harmonia o professor disse que essa nomenclatura (justa)
se deve ao fato de uma análise do som. Por exemplo, quando tocamos uma altura e sua oitava simultâneamente temos uma impressão de "superfície lisa". Essa impressão se dá também quando você toca uma altura e sua quinta ou quarta. Para ver melhor a diferênça acho interessante fazer intervalos harmônicos de terças e comparar com os de quarta, quinta e oitava. Acho que dá pra perceber que o de terça sai mais arranhado...
Bem, é basicamente isso. Espero ter ajudado e peço desculpas se alguém já postou isso antes...
See ya!

guitar-t
Mensagens: 41
Registrado em: Qui 10 Nov 2005, 15:08

Re: Intervalos justos/maiores

Mensagem por guitar-t » Qua 26 Mar 2008, 23:18

muito bom.

alexboechat
Mensagens: 8
Registrado em: Sex 04 Abr 2008, 14:32

Re: Intervalos justos/maiores

Mensagem por alexboechat » Sáb 05 Abr 2008, 00:32

Bastante esclarecedora a explicação do Renato. Obrigado!

Mozart Dionísio Lisboa
Mensagens: 371
Registrado em: Sex 07 Set 2007, 17:32
Localização: Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brasil

Re: Intervalos justos/maiores

Mensagem por Mozart Dionísio Lisboa » Seg 07 Abr 2008, 04:13

Olá!
Ainda não tinha checado este genial tópico. Muito legal as explicações e argumento de todos! Isto me inspirou a até fazer alguma especialização no futuro, quando já estiver estudando música! :lol:

badenbach
Mensagens: 20
Registrado em: Qua 16 Abr 2008, 14:29

Re: Intervalos justos/maiores

Mensagem por badenbach » Qua 30 Abr 2008, 15:25

Todas as questões e explicações levantadas pelos colegas a respeito dos intervalos são bastante interessantes, porém proponho uma pequena mudança (sem muita base de conhecimento, mas que me parece também interessante) de linha de raciocínio. Será que esta não é uma questão mais voltada as origens da nomeclatura dos intervalos no idioma português? Pergunto isto, pois muitas vezes uma teoria ou estudo sobre algo surgi num país diferente do nosso e depois é traduzido para outros idiomas, porém estas traduções nem sempre são perfeitas e isto gera dúvidas a respeito do verdadeiro significado de um objeto em estudo; desta forma podemos pensar se "justo" não é apenas uma nomenclatura vazia de grandes significados ou uma aproximação do termo original para designar certos tipos de intervalos (de 4º, 5º e 8º), esta questão me venho pois a credito que a maioria das pessoas assim como este que vos fala não sabem a origem da terioa dos intervalos e mudanças de significação que os termos usados a priori nessa teoria possuiam de fato, sendo assim é complicado se chegar a uma verdade, porém acho que este tipo de investigação daria frutos mais fundados.

Mozart Dionísio Lisboa
Mensagens: 371
Registrado em: Sex 07 Set 2007, 17:32
Localização: Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brasil

Re: Intervalos justos/maiores

Mensagem por Mozart Dionísio Lisboa » Dom 04 Mai 2008, 06:01

badenbach escreveu:Todas as questões e explicações levantadas pelos colegas a respeito dos intervalos são bastante interessantes, porém proponho uma pequena mudança (sem muita base de conhecimento, mas que me parece também interessante) de linha de raciocínio. Será que esta não é uma questão mais voltada as origens da nomeclatura dos intervalos no idioma português? Pergunto isto, pois muitas vezes uma teoria ou estudo sobre algo surgi num país diferente do nosso e depois é traduzido para outros idiomas, porém estas traduções nem sempre são perfeitas e isto gera dúvidas a respeito do verdadeiro significado de um objeto em estudo; desta forma podemos pensar se "justo" não é apenas uma nomenclatura vazia de grandes significados ou uma aproximação do termo original para designar certos tipos de intervalos (de 4º, 5º e 8º), esta questão me venho pois a credito que a maioria das pessoas assim como este que vos fala não sabem a origem da terioa dos intervalos e mudanças de significação que os termos usados a priori nessa teoria possuiam de fato, sendo assim é complicado se chegar a uma verdade, porém acho que este tipo de investigação daria frutos mais fundados.
Muito bem pensado!!!! Nem imaginei esta possibilidade. Muito inteligente de sua parte, Badenbach! Vamos ver o que o pessoal acha pois como não sei se foi assim, melhor que não eu fale nada.

Rute
Mensagens: 63
Registrado em: Qui 13 Set 2007, 14:07

Re: Intervalos justos/maiores

Mensagem por Rute » Sex 09 Mai 2008, 16:00

Esta divisão de tons tem a ver com a escala diatónica de origem ocidental. Existem outras formas de dividir os tons e as escalas, existem intervalos que não não usados e outros que não encontramos na escala diatónica. É tudo uma questão de teoria, de cultura, dos sons a que nos habituamos desde que nascemos. É como a pronúncia da lingua materna que obtemos inconscientemente. Os sons que ouvimos desde que nascemos tambem marcam a nossa "pronúncia" musical natural, e os sons que conseguimos destinguir e entender como sons agradáveis/música.

Myron Fernandes
Mensagens: 4
Registrado em: Ter 01 Jul 2008, 15:47
Localização: São Gonçalo

Re: Intervalos justos/maiores

Mensagem por Myron Fernandes » Ter 08 Jul 2008, 16:25

Acrescentando... acho interessante destacar que os intervalos 4j, 5j, 8j estão intimamente ligados a tônica. Exemplo:

em Dó temos:

_ no sentido ascendente (Dó a Sol) um intervalo de 5j;
_ no sentido decrescente (Dó a Fá) um intervalo de 5j;

agora:

_ no sentido decrescente (Dó a Sol) um intervalo de 4j;
_ no sentido ascendente (Dó a Fá) um intervalo de 4j;

*oitava ascendente ou decrescente é JUSTO (Dó3 a Dó4 ou Dó4 a Dó3).

o que se percebe é que os intervalos justos são gerados em uma freqüência bem próxima do seu som primário e é isso que dá beleza ao som produzido, logo ao ouvido se "ajusta".... rsrs :D

agradeço a participação...
muito bom o tópico...
cresceremos juntos!!!
um abraço!
vlw :okok:

André LM
Mensagens: 140
Registrado em: Qua 21 Mar 2007, 17:13
Localização: Florianópolis-SC-Circo Nacional da América do Sul

Re: Intervalos justos/maiores

Mensagem por André LM » Qui 10 Jul 2008, 04:02

Resolvi voltar a esse assunto por ter descoberto algo interessante.

Antes de mais nada, não podemos esquecer que dissonância e consonância são termos subjetivos, que a nossa teoria musical teve origem na Idade Média (não há solução de continuidade, em matéria de teoria musical, entre a Antiguidade e a Idade Média (Roland de Candé)) através da Igreja Cristã, que a nossa música ocidental é estritamente teórica e notada (obra no papel, objeto, artefato, algo palpável)- aceitando ou não. Lembrando que o escrito até agora foi o que se constata e se sabe, não o que achamos que deveria ser.

O que eu encontrei num livro: No fim do séc. IX foi escrito um tratado, o Musica Enchiriadis, onde é encontrado pela primeira vez na história a descrição do princípio polifônico. Está escrito nele que "...as vozes simultâneas sempre devem ser paralelas, isto é, semelhantes em consonância perfeita (formando entre si intervalos de oitava, quinta ou quarta)".

Está aí a explicação do termo justo: do latim justum (justo, perfeito), não sei se o termo em latim está exato, mas foi o que eu achei na net...comentem por favor!

Abraços, espero ter ajudado! :okok:

Mozart Dionísio Lisboa
Mensagens: 371
Registrado em: Sex 07 Set 2007, 17:32
Localização: Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brasil

Re: Intervalos justos/maiores

Mensagem por Mozart Dionísio Lisboa » Ter 22 Jul 2008, 23:52

André LM escreveu:Resolvi voltar a esse assunto por ter descoberto algo interessante.

Antes de mais nada, não podemos esquecer que dissonância e consonância são termos subjetivos, que a nossa teoria musical teve origem na Idade Média (não há solução de continuidade, em matéria de teoria musical, entre a Antiguidade e a Idade Média (Roland de Candé)) através da Igreja Cristã, que a nossa música ocidental é estritamente teórica e notada (obra no papel, objeto, artefato, algo palpável)- aceitando ou não. Lembrando que o escrito até agora foi o que se constata e se sabe, não o que achamos que deveria ser.

O que eu encontrei num livro: No fim do séc. IX foi escrito um tratado, o Musica Enchiriadis, onde é encontrado pela primeira vez na história a descrição do princípio polifônico. Está escrito nele que "...as vozes simultâneas sempre devem ser paralelas, isto é, semelhantes em consonância perfeita (formando entre si intervalos de oitava, quinta ou quarta)".

Está aí a explicação do termo justo: do latim justum (justo, perfeito), não sei se o termo em latim está exato, mas foi o que eu achei na net...comentem por favor!

Abraços, espero ter ajudado! :okok:
Muito bom! Parece muito verdadeiro, mas, como sou estudante da música e não tão inteligente assim como vocês aí do fórum, não tenho nada a comentar além disso... :oops:
Até!

André LM
Mensagens: 140
Registrado em: Qua 21 Mar 2007, 17:13
Localização: Florianópolis-SC-Circo Nacional da América do Sul

Re: Intervalos justos/maiores

Mensagem por André LM » Qua 23 Jul 2008, 00:45

Esqueci de colocar que retirei isto do livro História da Musica Universal de Roland de Candé que, como eu já disse anteriormente em vários posts, é o livro sobre história da música mais completo que eu já pude ter acesso.

Tá aí o meu segredinho...eu também sou estudante de música, e não sou nem um pouco inteligente, é que esse livro é o meu livro de cabeceira :okok: .

Abraços!