estudo para aumentar agilidade

leandrohoehne

Se arrisque

Mensagem por leandrohoehne » Ter 20 Fev 2007, 16:07

sempre toquei de orelhada. Até agora resolveu... os meus exercícios sempre foram se arriscar em partituras difíceis... é sofrível não chega a ser nenhum Barbos Lima ou Abel Carlevaro mas dá pra brincar... resta saber qual é o sua intenção. Se é intenção profissional, diferente da minha, é bom procurar um professor fera e exigente. Caso contrário, se arrisque, é gostoso qd a gente faz descobertas sozinhos...

julango
Mensagens: 58
Registrado em: Dom 25 Fev 2007, 23:26
Localização: Barreiro - PORTUGAL

Letras dos dedos da mão direita

Mensagem por julango » Qui 08 Mar 2007, 22:19

Caros aficionados

Quem ajuda um principiante?
No início da partitura vem indicado a letra do dedo correspondente da mão direita: i, m, etc. Só que isto só acontece na primeira linha.
As outras linhas não têm qualquer indicação do dedo a utilizar.
Já para a mão esquerda: 1, 2, 3, etc. está indicado em todas as notas, desde o início até ao fim da partitura.

Questão:
Existe alguma regra para adivinhar quais os dedos da mão direita a utilizar?

Obrigado

paulo celso de magalhaes
Mensagens: 65
Registrado em: Qua 31 Jan 2007, 13:24

agilidade

Mensagem por paulo celso de magalhaes » Seg 12 Mar 2007, 18:30

o base dos estudos do violao não mudou
giuliani, carcassi, tarrega, aguado, fernando sor, carulli, coste
não viva sem eles é material completo de técnica pura e estudos para ambas as mãos.

julango
Mensagens: 58
Registrado em: Dom 25 Fev 2007, 23:26
Localização: Barreiro - PORTUGAL

Mensagem por julango » Seg 12 Mar 2007, 19:08

Paulo magalhães

Claro que a base do estudo não mudou. Só que é preciso tempo. Seria possível uma explicação mais directa. Afinal é para isso que servem estes blogs. :wink:

Repito: na primeira linha da partitura vem indicado a letra que corresponde ao dedo da mão direita. Mas é só na primeira linha. Porque será? Se leitura for só para estudiosos da teoria musical, não seria necessário esta indicação nem na 1.ª linha.

De qualquer forma agradeço a resposta,
Um Abraço de,
Júlio

FernandoSor
Mensagens: 1111
Registrado em: Ter 01 Nov 2005, 15:29

Mensagem por FernandoSor » Seg 12 Mar 2007, 20:12

julango escreveu:Repito: na primeira linha da partitura vem indicado a letra que corresponde ao dedo da mão direita. Mas é só na primeira linha. Porque será? Se leitura for só para estudiosos da teoria musical, não seria necessário esta indicação nem na 1.ª linha.
A digitação faz parte da interpretação. A digitação define o fraseado, a articulação, a sonoridade, a dinâmica. Por isso, idealmente, cada um faz a sua, de acordo com seu gosto, sua sonoridade, seu instrumento e sua capacidade física.

Muitos autores e/ou editores indicam digitações, mas em geral é apenas sugestão para o iniciante. Por isso, em muitos casos, apenas se indica a digitação de passagens mais complicadas, como sugestão. Em outros casos, indica-se apenas alguns compassos porque o resto pode ser subentendido por analogia. Na música contemporânea, a digitação ainda pode indicar algum efeito específico requerido pelo autor e, nesse caso, deve ser compreendida e seguida.

O ideal mesmo é buscar um professor e aprender a desenvolver a sua habilidade para interpretar e escolher a digitação sozinho.

sds

julango
Mensagens: 58
Registrado em: Dom 25 Fev 2007, 23:26
Localização: Barreiro - PORTUGAL

Mensagem por julango » Seg 12 Mar 2007, 23:33

FernandoSor

Obrigado MESTRE. Não posso deixar de agradecer a sua explicação.


Um Abraço,
Júlio Gomes

paulo celso de magalhaes
Mensagens: 65
Registrado em: Qua 31 Jan 2007, 13:24

agilidade

Mensagem por paulo celso de magalhaes » Ter 13 Mar 2007, 18:22

as indicações da mão direita, (pima) e da esquerda (1234) bem como as cordas e casas, para iniciantes são fundamentais, as vzs se coloca apenas no início das partituras, evitando repetições. Para niveis inermed. forte e avançado a maioria dos musisos preferem partituras desobistruídas, apenas c/ sugestões de soluções técnicas, pelos motivos que o fernando já explicou.
mas meu conselho é q nunca torne seus estudos uma coisa chata, brinque também com o instrumento deixe fluir naturalmente sua musicalidade, toque bastante, improvise!!!!!
se não tiver professor meu conselho seria os livros p/iniciantes do scott tennant.
abrçs :D

julango
Mensagens: 58
Registrado em: Dom 25 Fev 2007, 23:26
Localização: Barreiro - PORTUGAL

Mensagem por julango » Ter 13 Mar 2007, 18:58

Paulo magalhães

Como disse não tenho professor.
Tenho feito alguns progressos comparando as partituras com o MP3.
Uma vez mais obrigado pelas indicações que se têm revelado tão preciosas.
Vou tentar encontrar os livros que sugeriu.

Um Abraço de,
Júlio Gomes

anhas

Mensagem por anhas » Ter 13 Mar 2007, 21:25

grande post... ajudou-me muito

marcondes souza chagas

Mensagem por marcondes souza chagas » Sex 16 Mar 2007, 04:37

AIH! JULANGO: Uma boa maneira de começar é usando a seguinte técnica: as tres cordas superiores, ou seja, Mi, La e Re, podem ser atacadas com o polegar, e as demais ou seja, Sol, Si e Mi com os dedos I, M e A, mesmo quando formares notas diferentes dessas com os dedos 1,2,3 e 4 da outra mão.

Um abraço: Marcondes
Sant'Ana do Livramento - RS

ROGER SELAN

pra quem é iniciante qual o melhor metodo a ser seguido?

Mensagem por ROGER SELAN » Seg 09 Abr 2007, 12:02

preciso saber dos senhores que são mais experientes qual o melhor metodo de inicio pra quem quer ter um bom aprendizado no violão?

André LM
Mensagens: 140
Registrado em: Qua 21 Mar 2007, 17:13
Localização: Florianópolis-SC-Circo Nacional da América do Sul

Mensagem por André LM » Seg 09 Abr 2007, 17:56

O melhor "método" para quem quer ter um bom aprendizado inicial no violão clássico é o "professor". Ele é o "método" ideal, pois somente ele possui uma vasta experiência e competência para indicar caminhos SEGUROS, livres de vícios perigosos (fisicamente e musicalmente). Além de que esse "metodo" maravilhoso tbém vem com "extras" muito importantes como: exemplos com audio-visual em cada aula (ele mesmo), cobrança e cara feia qdo o aluno 'não cumpre com o esperado ' (leia-se nesse caso 'o vadio não estudou nem um pouco'), etc...
Além do mais importante: a figuro do professor, do mestre, do ideal que todo aluno idolátra (mesmo q só por tempo) e tenta se espelhar.
Concordo com o q o nosso amigo Fernando Sor num post anterior colocou, preste atenção no q ele colocou...pelo visto ele é um ótimo professor; e mais: vai primeiro de professor e Henrique Pinto no início, depois os nomes e as peças famosas do violão aparecerão naturalmente.

Espero ter ajudado...

eduardoborio

Mensagem por eduardoborio » Sáb 14 Abr 2007, 02:20

Muito bom! tbm agradeço pelas dicas...

Marcílio de Sousa Lima

Mensagem por Marcílio de Sousa Lima » Sáb 21 Abr 2007, 23:52

Bom,em minha experiência como professor,tenho notado que o importante é se estudar com metrônomo,em primeiro lugar,pois para se adquirir velocidade é necessário se ter precisão.
Estudos de escalas,em princípio, em baixa velocidade e com figuras repetitivas(por exemplo,em colcheias repetidas,oito colcheias para cada compasso de quatro tempos).
Em seguida,na mesma velocidade,alternar ,no mesmo compasso de quatro tempos,quatro colcheias e oito semicolcheias.
treinar isso com apôio dos dedos i e m.Fazer o mesmo com m e a.
Subir a velocidade.
O ganho de velocidade se dá estudando com paciência e constância.
Outra fórmula que dá bons resultados é tocar escalas em seqüências de notas pontuadas...o estudo na prática se concentrará na precisão da execução da nota de menor valor.

Bia
Mensagens: 48
Registrado em: Qui 26 Abr 2007, 15:53
Localização: Brasília, Brasil

Escalas e arpejos

Mensagem por Bia » Qui 26 Abr 2007, 22:54

Qual é a importância de se estudar escalas e arpejos? Este estudo deve ser diário? Deve-se estudar todas no mesmo dia? Qual o real objetivo que se deseja alcançar ao estudá-las? Alguém pode me ajudar? Obrigada!