disposicao das cordas do violao

F Francisco de O. costa
Mensagens: 222
Registrado em: Sáb 28 Jan 2006, 15:20
Localização: Sorocaba São Paulo

disposicao das cordas do violao

Mensagem por F Francisco de O. costa » Dom 19 Mar 2006, 16:43

:) É um equivoco popular infelismente. Bem os bordoes devem seguir a mesma disposicão das primas. O leigo gosta de trocar os lugares do re e '' misao'' Quanto maior a distancia entre ponte e taracha maior a tensao por isso e incorreto por a sexta corda na primeira tarracha o calibre desta corda requer maior tensao a corda re por sua vez sofre sobrecarga de tensão pois o calibre, diametro, é inferior. O equilibrio do instrumento entre outras coisas depende da correta disposicao das cordas,. È so imitar as primas. NAO INVERTAM OS BORDOES!!!!!!!

dairesroberto
Mensagens: 65
Registrado em: Dom 03 Jul 2005, 19:14
Localização: Campo Grande-MS, Brasil

ordem

Mensagem por dairesroberto » Dom 07 Mai 2006, 10:46

como dever ser a ordem?
não ficou bem claro o que você disse.
explique melhor, por favor.
obrigado!

Renato
Mensagens: 365
Registrado em: Sex 17 Mar 2006, 00:02
Localização: Rio de Janeiro / RJ

Mensagem por Renato » Dom 07 Mai 2006, 12:43

Pelo que eu entendi ali, a mizona fica na tarraxa mais distante e a ré na mais próxima... quanto as primas, de fato não entendi, mas acho que ele quis dizer que a sol fica na mais distante e a mi mais próxima.

luizrodri2
Mensagens: 50
Registrado em: Qui 05 Jan 2006, 09:37
Localização: Belém (PA)

Mensagem por luizrodri2 » Ter 09 Mai 2006, 08:53

Está realmente confuso.

Porque vejo nas lojas e nunca vi orientação em contrário, uso a seguinte sequência:

- nas tarrachas inferiores: mizinho (na mais próxima), si (na intermediária) e sol (na mais distante);

- nas tarrachas superiores: ré (na mais sistante); la (na intermediária) e misão (na mais distante).

Se eu estiver errado, por favor ajude-me corrigindo.

Virgílio Moreira
Mensagens: 6
Registrado em: Ter 09 Mai 2006, 13:55

Mensagem por Virgílio Moreira » Ter 09 Mai 2006, 14:37

Fiquei tão intrigado quanto todos vocês!!!
Por favor esclareça nossa dúvida!!!

De que fonte você tirou esta informação?!
Pelo que eu sei esse já é um padrão utilizado a muitos anos...

Grande abraço!

F Francisco de O. costa
Mensagens: 222
Registrado em: Sáb 28 Jan 2006, 15:20
Localização: Sorocaba São Paulo

Mensagem por F Francisco de O. costa » Ter 09 Mai 2006, 23:05

Virgílio Moreira escreveu:Fiquei tão intrigado quanto todos vocês!!!
Por favor esclareça nossa dúvida!!!

De que fonte você tirou esta informação?!
Pelo que eu sei esse já é um padrão utilizado a muitos anos...

Grande abraço!
Eu aprendi isso numa palestra na UNESP Eu sei que a muito tempo o padrao é esse eu tambén usava assim depois que esperimentei esse novo padrão notei uma diferenca interessante. A corda ré nunca mais estourou depois de velha e o "mizão" ficou mais firme. E mais, aolongo dos anos o som do meu violão melhorou pois o braco ficou equilibrado.

É esperimentar para ver, No violão de sete oi oito cordas nao sei se fica bom. Mas no meu de seis ficou

F Francisco de O. costa
Mensagens: 222
Registrado em: Sáb 28 Jan 2006, 15:20
Localização: Sorocaba São Paulo

Mensagem por F Francisco de O. costa » Ter 09 Mai 2006, 23:07

Renato escreveu:Pelo que eu entendi ali, a mizona fica na tarraxa mais distante e a ré na mais próxima... quanto as primas, de fato não entendi, mas acho que ele quis dizer que a sol fica na mais distante e a mi mais próxima.
Entendeu bem Renato é isso aí

F Francisco de O. costa
Mensagens: 222
Registrado em: Sáb 28 Jan 2006, 15:20
Localização: Sorocaba São Paulo

Mensagem por F Francisco de O. costa » Ter 09 Mai 2006, 23:16

luizrodri2 escreveu:Está realmente confuso.

Porque vejo nas lojas e nunca vi orientação em contrário, uso a seguinte sequência:

- nas tarrachas inferiores: mizinho (na mais próxima), si (na intermediária) e sol (na mais distante);

- nas tarrachas superiores: ré (na mais sistante); la (na intermediária) e misão (na mais distante).

Se eu estiver errado, por favor ajude-me corrigindo.
Essa disposicão não existe como pode duas cordas na mesma tarracha. Entendo que quis se referir a tradicionas disposicão. Bem Essa nova disposicão é um pensamento novo. Só lá na Unesp que vejo usarem assim como descrevi e o Renato bem entendeu. Mesmo lá na Unesp alguns ainda relutam. Eu digo esperimentem e vejam no que dá. Eu gostei e a longo prazo surtem efeitos interessantes como melhora na qualidade sonora do instrumento, mas creio que seja necessário ter um bom violão, de preferencia de fabricacão artezanal para perceber essas sutilezas. Os violões de escala industrial desses vendidos em lojas são muito rudes voce não vai perceber nenhuma diferensa, a não ser na tensão do mizão e do ré.

Alec Miaza

Mensagem por Alec Miaza » Qua 10 Mai 2006, 07:01

F Francisco de O. costa escreveu:
luizrodri2 escreveu:Está realmente confuso.

Porque vejo nas lojas e nunca vi orientação em contrário, uso a seguinte sequência:

- nas tarrachas inferiores: mizinho (na mais próxima), si (na intermediária) e sol (na mais distante);

- nas tarrachas superiores: ré (na mais sistante); la (na intermediária) e misão (na mais distante).

Se eu estiver errado, por favor ajude-me corrigindo.
Essa disposicão não existe como pode duas cordas na mesma tarracha. Entendo que quis se referir a tradicionas disposicão. Bem Essa nova disposicão é um pensamento novo. Só lá na Unesp que vejo usarem assim como descrevi e o Renato bem entendeu. Mesmo lá na Unesp alguns ainda relutam. Eu digo esperimentem e vejam no que dá. Eu gostei e a longo prazo surtem efeitos interessantes como melhora na qualidade sonora do instrumento, mas creio que seja necessário ter um bom violão, de preferencia de fabricacão artezanal para perceber essas sutilezas. Os violões de escala industrial desses vendidos em lojas são muito rudes voce não vai perceber nenhuma diferensa, a não ser na tensão do mizão e do ré.
Professor Francisco Costa, devo advertir que o texto está um tanto prolíxo mesmo (um pouco confuso).
O Renato não havia entendido, propriamente dito, outrossim, deduziu o que se pretendia dizer..
Já no caso da postagem do luizrodri2, ele não menciona, nem deixa subentendido, que se colocam 2 cordas na mesma tarracha. O que seria um absurdo.
Acho, sobretudo, que ninguém seria capaz de fazer uma declaração dessas. Ele foi bem claro ao se expressar e mencionou a colocação tradicional, majoritariamente utilizada.

Mudando de assunto, aproveito o tópico para alertar os membros, principalmente os que postaram acima, que é regra do fórum evitar erros gramaticais; aliás, os aqui cometidos foram crassos.
Vamos tomar um pouco mais de cautela e seguir as normas do fórum, peço compreensão por parte destes membros, especificamente e, por extensão, de todos os membros.
Além do que, peço que revejam o que escreveram (pois ficou muito feio) e editem o quanto antes; insisto, os erros gramaticais são dos piores e já virou motivo de pauta das conversas entre nós moderadores.
Pelo cumprimento do nosso dever, vamos ter de tomar medidas quanto a isto.
Hoje, não citamos nomes, nem mostramos os erros diretamente, pois poderia ser um tanto vexatório.
Mas pedimos, por enquanto, que tomem mais atenção ao redigir, afinal é nossa língua pátria e membros do exterior, onde se fala também o português, podem filiar-se ao fórum e se depararem com o espetáculo da distorção da nossa língua.
Como se diria coloquialmente, "vai pegar muito mal".
Agradeço-vos pela compreensão.

AM - MODERADOR

Renato
Mensagens: 365
Registrado em: Sex 17 Mar 2006, 00:02
Localização: Rio de Janeiro / RJ

Mensagem por Renato » Qua 10 Mai 2006, 15:06

luizrodri2 escreveu: - nas tarrachas superiores: ré (na mais sistante); la (na intermediária) e misão (na mais distante).
Existiu sim um problema nessa parte, olhe: ré na mais distante[corrigindo] e mizão na mais distante também. Aqui que está o erro.

Seguindo a idéia original... o mizão deve ficar na mais distante e ré na mais próxima.

Rosemberg de O. S.
Mensagens: 40
Registrado em: Qui 29 Jun 2006, 20:37
Localização: Caratinga

Mensagem por Rosemberg de O. S. » Qui 06 Jul 2006, 23:16

Não entendi muita coisa. As cordas E B G D A E devem ficar em quais tarrachas? No meu violão elas estão assim:

Primas:

E1 - Tarracha mais próxima ou 1ª

B - 2ª Tarracha

G - 3ª Tarracha

Bordões:

D - 3ª Tarracha

A - 4ª Tarracha

E2 - 5ª Tarracha

Está errado? Qual disposição é a melhor?

ozawa

Mensagem por ozawa » Seg 10 Jul 2006, 01:59

Há algum tempo fiz essa modificação nas tarrachas e senti diferenças positivas. O mi da 6a corda coloquei na tarracha mais distante e o ré da 4a corda na tarracha mais próxima. Mantive o uso tradicional das tarrachas nas demais cordas. Uso cordas Augustine Azul e percebi que o mi da 6a. corda fica mais equilibrado, acho que por causa da tensão que é aumentada. O ré da 4a corda também ficou mais "redondo', pela diminuição da tensão. Antes de fazer a modificação, duvidei um pouco da proposta, mas reconheço que causou diferença sim... Experimentem...

velafobia

Mensagem por velafobia » Seg 10 Jul 2006, 23:27

E ai como estão todos ?????!!!!!! Francisco, gostaria de saber se esse novo estilo de posicionamento de cordas, foi citada na UNESP para GUITARRAS tmb ou se existe algum outro jeito para melhor proveito do som do mesmo !!!!!

abraços.

AndreLacerda
Mensagens: 99
Registrado em: Seg 10 Jul 2006, 03:10
Localização: Manaus - AM

Ajuda

Mensagem por AndreLacerda » Qua 12 Jul 2006, 07:06

Só para completar, no site delcamp, vcs vao encontrar uma esplicaçao sobre a formaçao e montagem do violao que vai esclaresser muitas duvidas suas (tudo fisicamente explicado). 8)

ramirogiraudo

Mensagem por ramirogiraudo » Qua 12 Jul 2006, 13:11

Velho, que topico doido! :?
Nunca tinha ouvido falar nisso...